segunda-feira, 22 julho, 2024
20.1 C
Canarana
Início Notícias Destaques Coletora Milene Alves pesquisa a resistência das sementes à emergência climática

Coletora Milene Alves pesquisa a resistência das sementes à emergência climática

Pesquisa de mestrado da Milene na Universidade do Estado de Mato Grosso testa a germinação de 10 espécies de sementes nativas mais comercializadas pela Rede após exposição a altas temperaturas; resultado da pesquisa será publicado em junho de 2022

Entre as sementes mais resistentes ao aumento da temperatura, estão jatobá e baru, que germinaram mesmo depois de serem expostas a 60º C. Porém, a porcentagem de germinação foi inferior, se comparada com a taxa de germinação das sementes testadas nas demais temperaturas.

Já o ipê foi bastante afetado pela variação da temperatura. Quando expostas a 60º C, suas sementes morreram e não germinaram.

“A gente acha que 60 graus é uma temperatura impossível. Que nada! Em alguns lugares do Brasil, já houve ocasiões em que a temperatura chegou a 49º C, com sensação térmica de 50 graus”, diz a estudante.

Foto: Claudio Tavares/ISA

A pesquisa da Milene está sendo desenvolvida no Laboratório de Ecologia Vegetal da Unemat, orientada pela professora Beatriz Schwantes, com apoio do Laboratório de Sementes Profª Drª Vanessa Cristina Theodoro de Almeida, e participação das pesquisadoras Regiane Batista Santos, e das irmãs Maria Alice e Maria Luíza Pereira Damasceno.

Neste primeiro semestre de 2022, a pesquisa entra em sua fase final. Os resultados devem ser publicados em junho deste ano, e apresentados aos coletores da Rede de Sementes do Xingu no próximo Encontro Geral, previsto para acontecer entre julho e agosto de 2022.

A apresentação de resultados de pesquisas sobre temas concernentes à Rede de Sementes do Xingu faz parte do protocolo de atendimento às pesquisas acadêmicas, lançado em agosto de 2021, no qual a dissertação de Milene também está inscrita.

Por Assessoria da Rede de Sementes do Xingu.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.