sábado, 12 junho, 2021
Início Notícias Destaques Apesar da pandemia, vendas de etanol, gasolina e diesel sobem

Apesar da pandemia, vendas de etanol, gasolina e diesel sobem

CUIABÁ – Apesar da pandemia e dos aumentos nos preços dos combustíveis ocorridos principalmente devido a reajustes realizados na Petrobras e nas usinas, o consumo de combustíveis entre janeiro abril superou as expectativas do mercado no Brasil e em Mato Grosso. Quando somadas, as vendas de óleo diesel, gasolina e etanol subiram 10,4% em Mato Grosso.

OPioneiro fez nesta quarta-feira (08), levantamento junto aos seis postos da cidade, para registrar o preço dos combustíveis em Canarana.
Posto de combustível em Canarana; Foto – OP.

Nos primeiros quatro meses do ano, foram vendidos 1,618 bilhão de litros desses três produtos. Ano passado foram 1,465 bilhão de litros.

LEIA MAIS – Entenda por que o combustível está tão caro

O consumo de etanol, por exemplo, vinha caindo, registrando queda nos três primeiros meses desse ano, em comparação com o mesmo período de 2020, momento pré-pandemia. Contudo, em abril, o setor mostrou recuperação ao avançar 1,4% nos quatro primeiros meses do ano. São 298,9 milhões de litros vendidos no período. No ano passado o registro é de 294,7 milhões.

Comumente, o cenário era de altas em percentuais mais elevados no etanol. Com a alta no derivado de açúcar e de milho, a gasolina segue mais vantajosa, o que fez este combustível apresentar aumento de 10,7% no acumulado do ano, com 170,5 milhões de litros vendidos. Já de janeiro a abril de 2020 foram 154 milhões.

Com relação ao óleo diesel, produto mais comercializado no estado por conta do volume consumido na agricultura, as vendas subiram 13%, passando de  1,016 bilhão de litros para 1,14 bilhão.

Brasil x Mato Grosso

O consumo em Mato Grosso cresceu mais que no Brasil, percentualmente falando. Somando todos os estados, o etanol cresceu 1%, gasolina 2,5% e óleo diesel 10,7%.

Os dados são da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis.

Por Simone Alves/Comunicação Sindipetróleo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.