quinta-feira, 23 maio, 2024
21.2 C
Canarana
Início Notícias Destaques Condutor que ‘furou’ sinal vermelho e matou jovem em Canarana é conduzido...

Condutor que ‘furou’ sinal vermelho e matou jovem em Canarana é conduzido para a Penitenciária

CANARANA – O motorista de 19 anos que dirigia um carro do modelo Fiesta e que avançou em alta velocidade no sinal vermelho, no semáforo da avenida Paraná com a rua Santa Rosa, atropelando e matando Monica Locatelli, de 23 anos, que estava em uma moto modelo Bizz atravessando no sinal verde, foi levado nesta manhã de quinta-feira (09) para a Penitenciária Major Zuzi, de Água Boa-MT, onde ficará à disposição da Justiça. O acidente aconteceu por volta do meio dia de quarta-feira (08), no Centro de Canarana-MT.

Conforme informações já divulgadas pela polícia, o rapaz dirigia sem carteira de habilitação. Populares que viram o acidente também disseram que ele estava em alta velocidade. O impacto foi tão grande, que o Fiesta só parou quando bateu no muro de uma residência que fica na esquina do cruzamento.

LEIA MAIS – Carro ultrapassa sinal vermelho e atinge jovem de biz, que vem a óbito em Canarana

Após o acidente, o condutor do carro foi preso em flagrante por homicídio culposo na direção de veículo. “Esse indivíduo era conhecido da Polícia Judiciária Civil. No ano passado, acompanhamos sua convivente na retirada dos seus pertences na casa em que os dois conviviam e ela foi embora pra outra cidade. Nessa semana, procurou a Polícia Civil sua genitora, porque sentia-se ameaçada e temia por sua vida. O Judiciário atendeu o pedido da vítima e acolheu medida protetiva. Na manhã do acidente, a Polícia Militar foi até a residência para dar ciência da decisão, quando esse jovem acabou saindo e o resultado trágico foi esse”, disse o investigador Valdivino Vital em reportagem da Rádio Vida Nova.

A Polícia Civil de Canarana está colhendo provas, como imagens, fará a coleta de depoimentos de testemunhas, para concluir o inquérito e encaminhar ao Ministério Público.

Após o acidente, Mônica recebeu os primeiros socorros e foi encaminhada para o Hospital Municipal Lorena Parode, mas, com múltiplas fraturas, não resistiu aos ferimentos, vindo a óbito ainda na tarde de quarta-feira.

Mônica era colaboradora do Sicredi, estava em horário de almoço, quando ocorreu o atropelamento. As circunstâncias de sua morte geraram consternação e revolta na cidade.

Quer receber notícias de Canarana e região diretamente no seu WhatsApp?

Clique Aqui e participe do grupo!

Por OPioneiro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.