sábado, 13 abril, 2024
29 C
Canarana
Início Notícias Destaques Em 2.021, construção civil deve crescer mais de 40% em Canarana

Em 2.021, construção civil deve crescer mais de 40% em Canarana

CANARANA – A pandemia mudou o mundo desde a virada de 2.019/20, provocando milhões de mortes. A economia mundial também foi afetada e a inflação nunca esteve tão alta na maioria dos países. Mas mesmo diante desse cenário, a construção civil está crescendo no Brasil todo. Canarana mais ainda.

Construção civil em Canarana; Foto – OP.

OPioneiro fez um levantamento junto a Secretaria de Obras, para saber o número de alvarás de construção liberados em 2.019, último ano sem a pandemia, em 2020 e até agosto de 2.021. Os dados foram repassados pelo servidor Marciano Mendes de Oliveira. Em 2.019, foram liberados 135 alvarás de construção. Em 2.020 foram 150, crescimento de 4,44%.

LEIA MAIS – Indústria da construção civil deve crescer 4% este ano, prevê CBIC

LEIA MAIS – DADOS INÉDITOS: No século XXI, percentual de crescimento do PIB de Canarana foi maior do que o da China

Já em 2.021, até o mês de agosto, já foram liberados 141 alvarás, uma média superior a 17 alvarás por mês. Nesse ritmo, devem ser emitidos mais de 200 alvarás até o final do ano (211). Se isso se concretizar, o crescimento da construção civil em Canarana em 2.021, será superior a 40% em relação ao ano passado.

Para o engenheiro civil Niccolas Renck, esse crescimento é visto em todo o Brasil, mesmo com pandemia e alta nos preços da mão de obra e dos materiais de construção. Para ele, o principal motivo é o encorajamento por parte do governo da contratação de crédito imobiliário. Já em Canarana, ele cita, além disso, a pujança do agronegócio.

“O agronegócio em Canarana está injetando dinheiro na construção civil. Então eu diria que, no município, 30% do crescimento se deve ao incentivo do crédito imobiliário e os outros 70% em decorrência do movimento econômico do agro”, disse Niccolas.

Construção civil em Canarana; Foto – OP.

Como muitas empresas e pessoas estão se instalando em Canarana, o município entra num círculo econômico que necessita cada vez mais de prédios para as empresas e de casas para os novos moradores. A tendência para os próximos anos é que o setor continue crescendo.

Por Rafael Govari e Lavousier Machry para OPioneiro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.