sexta-feira, 12 abril, 2024
Início Notícias Destaques Inicia terraplanagem da usina de etanol de milho em Canarana.

Inicia terraplanagem da usina de etanol de milho em Canarana.

CANARANA – Começaram as obras do que deverá ser a maior indústria do Vale do Araguaia matogrossense, a Usina de Etanol de Milho de Canarana – MT, obra da empresa Agrícola Alvorada.

Com previsão de conclusão para abril de 2025, a usina prevê a geração de até 1500 empregos durante a fase de construção e capacidade de produção de 630 mil litros de etanol por dia. A Agrícola Alvorada, empresa que trabalha com a revenda de grãos e insumos, tem na usina um projeto para diversificar suas operações.

Foto: Prefeitura de Canarana

A iniciativa de verticalização da operação está em linha com a missão da companhia de oferecer soluções completas que gerem valor ao produtor rural. “Ao passo em que avançamos em nosso plano de crescimento, ampliamos o portfólio de opções que beneficiam nossos parceiros. Ao garantir demanda pelo produto, a unidade de etanol de milho vai aumentar a liquidez dos produtores da região, além de contribuir para a geração de renda das comunidades do entorno, estimulando a economia local”, afirma o sócio-presidente da Alvorada, Jarbas Weis.

Recentemente, a Câmara Municipal de Canarana aprovou o projeto de Lei Complementar nº 13/2023, que concedeu incentivo fiscal à empresa Agrícola Alvorada, para a instalação da usina. O projeto é de autoria do prefeito Fábio Faria. Será concedido a isenção pelo prazo de 10 anos, para os impostos IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano), ISSQN (Imposto Sobre Serviço de Qualquer Natureza) e ITBI (Imposto sobre Transmissão de Bens Intervivos).

Em contrapartida, a Alvorada investirá o valor aproximado de R$ 1,3 bilhão no empreendimento. Também, se obriga a gerar novos postos de trabalhos diretos e indiretos, além de garantir o incremento no VA (Valor Adicionado) do IPM (Índice de Participação do Município) de Canarana através do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços), mediante faturamento de todas as operações.

Na mesma sessão, os vereadores também pediram para a empresa, que instale junto à futura planta, um posto para venda direta de etanol ao munícipe. Por conta da isenção, o etanol poderá ser ofertado a um custo mais barato, conforme permite a legislação vigente no Brasil.

Por OPioneiro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.