terça-feira, 16 agosto, 2022
Início Notícias Destaques Modelo internacional e noivo do Xingu fazem campanha para ajudar aldeias contra...

Modelo internacional e noivo do Xingu fazem campanha para ajudar aldeias contra o Covid-19

CANARANA – A modelo internacional Aline Weber e o técnico de enfermagem Pigma Amary, que estão noivos, estão fazendo uma campanha para arrecadar recursos durante a pandemia da Covid-19 e ajudar a comunidade do Xingu, em Canarana, com medicamentos, equipamentos de proteção e respiradores para as unidades de saúde da região.

A modelo internacional Aline Weber, conheceu Pigma Amary durante uma viagem pessoal para conhecer a cultura da terra Indígena do Xingu.
Aline e Pigma estão juntos desde 2018; Foto – Arquivo pessoal.

Conforme dados da Secretaria Especial de Saúde Indígena (Sesai), até o último sábado (1°), o Xingu registrava 135 casos de indígenas contaminados pelo novo coronavírus e oito mortos em decorrência da doença na região.

Pigma, de 28 anos, que é natural do Xingu, afirmou que os indígenas estão sofrendo com a chegada do vírus nas aldeias. Durante esse período, além de amigos, ele perdeu o cunhado para a Covid-19.

LEIA MAIS – Gisele Bündchen, ISA e Rede de Sementes vão plantar 40 mil árvores

“Quando fui ao Xingu por causa da morte do meu cunhado acabei ficando lá por quase um mês fazendo trabalho voluntário. Foi então que vi que estavam faltando muitas coisas, e assim surgiu essa ideia para ajudar a aldeia a enfrentar a Covid”, explicou a modelo internacional.

Atualmente, devido à pandemia, Pigma está trabalhando em um hospital de São Paulo e passou a morar com a noiva, que também faz trabalhos no estado.

Apesar da vida agitada por causa dos grandes eventos nacionais e internacionais da moda, Aline, de 31 anos, disse que sempre foi ligada às questões ambientais.

Foi durante uma viagem pessoal até o Xingu em busca de conhecer mais sobre a cultura indígena, em 2018, que ela conheceu Pigma e passou a conhecer e dar ainda mais atenção às causas indígenas.

Juntos há dois anos, Aline e Pigma alinharam o conhecimento à necessidade do povo e decidiram criar a campanha.

“Ela já tinha contato com o povo indígena, então nós conversamos sobre tudo e as diferenças acabam nos fazendo evoluir”, ressaltou.

As doações devem ser feitas por meio do Instituto de Pesquisa Etno Ambiental do Xingu (IPEAX). O contato deve ser feito por e-mail: [email protected] A campanha é por tempo indeterminado.

Leia a matéria completa clicando aqui.

Por Kessillen Lopes/G1MT.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.