sexta-feira, 24 maio, 2024
27.1 C
Canarana
Início Notícias Destaques PF e PRF deflagram operação para impedir que indígenas cobrem pedágio na...

PF e PRF deflagram operação para impedir que indígenas cobrem pedágio na BR-070

PRIMAVERA DO LESTE – Com objetivo de impedir a cobrança de pedágios na BR-070 em Primavera do Leste, (a 239 km de Cuiabá), a Polícia Federal e a Rodoviária Federal deflagram nesta segunda-feira (19) a Operação Dia do Índio.

PF; Foto – Rodinei Crescêncio/RDnews.

A prática ilegal acontece em razão da proximidade do Dia do Índio, comemorado no dia 19, sob justificativa de arrecadar dinheiro para as festividades nas aldeias. A rodovia chegava a ter nesse período pelo menos 12 bloqueios. O RDnews apurou que as Forças de Segurança já estão no local, para que os motoristas saibam que podem trafegar com segurança.

LEIA MAIS – Indígena é preso por cobrança ilegal de pedágio em rodovia há 2 anos em MT

“Essa operação tem objetivo de garantir o direito de ir e vir dos motoristas na BR-070, coibindo o bloqueio da rodovia por parte de indígenas da região para a cobrança ilegal de ‘pedágio”, disse o superintendente da PRF, Francisco Élcio Lima Lucena.

Para evitar isso e para garantir que os índios mantenham a sua tradição e que possam fazer essa festa, os policiais arrecadaram junto com as prefeituras da região, cestas básicas e materiais esportivos para que eles possam manter a festa em comemoração ao Dia do Índio.

A PRF contará com o reforço de 90 policiais, parte deles do Grupo de Choque, especializados em controle de distúrbios. Dez viaturas serão colocadas no patrulhamento e, caso necessário, no serviço de escolta. As ações serão intensificadas especialmente no trecho entre o km 200 e km 240, onde, no ano passado, indígenas bloquearam o tráfego, condicionando a passagem ao pagamento de uma espécie de pedágio.

“Isso é fruto de uma integração entre a PRF e PF. Estamos buscando mostrar e impedir a extorsão no local sem atrapalhar ou impedir que os índios realizem os festejos. E evitar qualquer confronto que posso ir contra a integridade física”, complementa.

Além da PF e a PRF acionaram também o Ministério Público Federal, a Fundação Nacional do Índio (Funai) e as prefeituras de Primavera do Leste e Barra do Garças.

Por Bárbara Sá/RDnews.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.