Põe o lixo no baldinho: Ong cuiabana ensina como fazer adubo em casa

CUIABÁ – Você acha que os resíduos orgânicos que coloca no lixo comum se transformam em adubo e não prejudicam o meio ambiente? Se a resposta é sim, sentimos lhe informar que está errado.

Diretor executivo da Ong Teoria Verde, Jean Peliciari explica que os materiais orgânicos, quando vão para o aterro sanitário, liberam gás metano, que é danoso à saúde. Caso inalado, pode causar parada cardíaca, asfixia e inconsciência, além de afetar o sistema nervoso central.

Isso sem contar que ele é inflamável. Um exemplo do “estrago” que ele pode causar foi o episódio ocorrido no morro do Bumba, no Rio de Janeiro.

Em 2010, após um deslizamento, o gás metano foi o causador de uma grande explosão. Deixou centenas de mortos, feridos e desabrigados. Antes de ser habitado, o local era um lixão.

E mais do que só produzir o gás, os resíduos orgânicos produzem o chorume, aquele  líquido resultado da decomposição do lixo, que também é tóxico.

Mas fazer o quê?

A Teoria Verde está ensinando nas redes sociais como fazer uma “composteira” caseira. A parte boa – ou melhor ainda – é que ela reutiliza, além do lixo orgânico, garradas de 6 litros de água, que também iriam acabar no aterro sanitário.

Uma técnica muito simples que, em 20 dias, oferece um vaso altamente nutritivo para o cultivo de plantas e hortaliças. E, não precisa se preocupar, o processo não traz mau cheiro e nem atrai animais.

Para fazer, basta guardar todos os resíduos orgânicos de casa, como cascas de legumes, frutas, folhas e ovos. Em seguida, fazer furos no recipiente e intercalar os restos de comida com folha seca, serragem ou qualquer outro composto seco.

Depois de passadas 4 semanas, o plantio pode ser realizado no mesmo recipiente, sem problemas.

Para ler a matéria completa clique aqui.

Por Caroline Rodrigues/O Livre.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.