domingo, 27 novembro, 2022
Início Notícias Gerais Projeto Sementes da Vida é desenvolvido na Terra Indígena Pimentel Barbosa

Projeto Sementes da Vida é desenvolvido na Terra Indígena Pimentel Barbosa

    CANARANA – O projeto Sementes da Vida (Romrã Dahoimanaze), apoiado pelo DGM Brasil/CAANM no 1° edital e executado pela Associação Xavante Ripá de Produtividade e Etnodesenvolvimento, finalizou suas atividades físicas na Aldeia Ripá, Terra Indígena A’uwe Pimentel Barbosa, localizada no município de Canarana-MT.

    A iniciativa teve como objetivo conquistar a autonomia e o controle dos processos da cadeia produtiva de sementes nativas, florestais e da roça, bem como a valorização do conhecimento tradicional associado à biodiversidade do Cerrado, fortalecendo a soberania alimentar, propiciando a autonomia indígena nos processos de desenvolvimento sustentável.

    Parte da tradição Xavante, envolve conhecimentos sobre o manejo da biodiversidade do Cerrado, como a realização de expedições de pesca, de caça e de coleta de sementes, tubérculos e frutos do cerrado, que estão na base da sustentabilidade alimentar, juntamente com a produção nas roças.

    DGM Global

    O Programa DGM Global é uma iniciativa estabelecida no âmbito do FIP/Fundo de Investimento Florestal, com a finalidade de conceder subsídios destinados a melhorar a capacidade dos Povos Indígenas e Comunidades Locais (PICL). O Programa visa fortalecer a discussão sobre a redução do desmatamento e da degradação florestal (REDD+) em nível local, nacional e global e está presente em quatorze países do mundo: Brasil, Burkina Faso, Congo, Costa do Marfim, Equador, Gana, Guatemala, Indonésia, Laos, México, Moçambique, Nepal, Peru e República Democrática do Congo.

    O projeto DGM Brasil faz parte do Programa DGM Global e é um fundo de apoio aos povos indígenas, comunidades quilombolas e comunidades tradicionais do Cerrado brasileiro. Este fundo, que terá a duração de cinco anos, apoiará projetos que evitem o desmatamento e a degradação do Cerrado, promovendo a proteção e conservação dos recursos naturais (especialmente florestais) e a inclusão social. Através destes projetos, serão promovidas também ações de mitigação e adaptação às mudanças climáticas.

    Curta metragem

    Você pode conferir essa ligação do povo Xavante com o seu território e como foi a realização das atividades do projeto, como os resultados gerados por ele, o público beneficiário e a mudança ocasionada pelas atividades, no curta metragem produzido pelo projeto:

    Assessoria.

    https://www.facebook.com/DGMBrasil/videos/1266703033522133/