sábado, 13 abril, 2024
21.1 C
Canarana
Início Futilidade do Dia Quais os significados dos sonhos? - Futilidade do dia

Quais os significados dos sonhos? – Futilidade do dia

Os sonhos são uma forma de representação da nossa realidade externa e como isso nos afeta. Provavelmente a maioria de nós já se perguntou porque sonhamos, ou os motivos que levaram à formação de um enredo que achamos completamente sem sentido. Os sonhos são formados a partir de experiências passadas e novas. Ou seja, não precisa ser necessariamente algo extremamente recente. Esse é um dos motivos que justificam alguns sonhos serem tão estranhos.

sonhos
Foto: Amanda Tipton | Flickr.

Nossos sonhos podem refletir medos, preocupações e desejos. Contudo, eles podem dramatizar bastante e projetar os piores cenários. Muitos estudos permitiram o surgimento de diversas teorias, sobre o porquê sonhamos. Entre elas, a simulação de ameaça (como lidar com elas), consolidação de memórias (sonhos estranhos que tentam conectar duas memórias independentes, mas que de certa forma contém alguma relação) e redução do medo (através de simulações em contextos diferentes). Durante os sonhos, também ocorrem a seleção das memórias, onde nosso cérebro define o que é necessário ser guardado ou descartado.

Em 1951 um fisiologista chamado Eugene Aserinsky conectou seu filho a um eletroencefalograma para analisar as ondas cerebrais durante o sono. Através disso, em alguns momentos notou aumento das atividades cerebrais, como se o garoto estivesse acordado. Foi constatado, que muitas vezes quando uma pessoa acorda após passar pela fase MOR (Movimento Ocular Rápido), elas relatam terem sonhado.

Além disso, cientistas suíços já monitoraram atividades cerebrais de voluntários durante o sono. Assim, concluíram que quando uma pessoa está sonhando, a atividade cerebral na chamada “zona quente” é mais rápida e semelhante ao estado de consciência. Este estudo permitiu descobrir que essa área do cérebro funciona como uma espécie de interruptor. Entretanto, ainda não descobriram o que faz com que os sonhos comecem ou terminem.

Fonte: BBC; Psicanálise Clínica; Gaúcha ZH.

Por Vitória Kehl Araujo, do OPioneiro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.