sexta-feira, 3 dezembro, 2021
Início Notícias Destaques Vale do Araguaia possui cinco municípios entre as 30 maiores economias do...

Vale do Araguaia possui cinco municípios entre as 30 maiores economias do Mato Grosso

CANARANA – A região do Vale do Araguaia, que compreende 25 municípios do Leste de Mato Grosso, possui cinco cidades entre as 30 maiores economias do Estado. O Levantamento foi feito pelo OPioneiro. O Valor Adicionado (VA), que é o principal índice que compõem o PIB (Produto Interno Bruto), foi publicado no dia 03 de agosto no Diário Oficial do Governo de Mato Grosso. O ano base foi 2020.

Colheita de gergelim em Canarana; Foto – Agritex.

O município mais rico é a capital, Cuiabá, com um VA superior a 18 bilhões de reais. Na sequência vem Rondonópolis com mais de 13 bi. Os cinco mais é completado por Sorriso com 8,5 bi, Sinop com 6,1 bi e Várzea Grande com 5,9 bi. Na sequência vem Lucas do Rio Verde com 5 bi, Campo Novo do Parecis com 4,8 bi, Primavera do Leste com 4,7 bi, Nova Mutum com 4,6 bi e Sapezal com 4,2 bi.

LEIA MAIS – Economia de Canarana se aproxima de dois bilhões de reais e ultrapassa Barra do Garças

LEIA MAIS – DADOS INÉDITOS: No século XXI, percentual de crescimento do PIB de Canarana foi maior do que o da China

O município mais rico do Vale do Araguaia é Querência, em 12º lugar no Mato Grosso, com VA de R$ 2,9 bilhões. Canarana tem a segunda maior economia da região, ficando em 17º no Estado, com 1,8 bi, seguido por Barra do Garças com 1,5 bi (3º no Araguaia e 22º no Mato Grosso), São Félix do Araguaia com 1,3 bi (4º e 24º) e Água Boa com 1,2 bi (5º e 28º).

Pela análise feita pela reportagem do OPioneiro, com a chegada da usina de etanol de álcool em Querência, o município tem condições de ultrapassar Campo Verde (em 11º com 3,4 bi) e também Sapezal (em 10º com 4,2 bi), podendo ingressar no grupo das 10 maiores economias do Estado nos próximos anos.

Já Canarana, pela análise, por ter previsão de incrementar mais de 100 mil hectares de lavouras nos próximos anos, tem condições de figurar entre as 15 maiores economia de Mato Grosso, podendo ultrapassar Pontes e Lacerda (em 16º com 1,9 bi) e Campos de Júlio (em 15º com 2,1 bi).

Já Água Boa, principalmente por conta da construção do porto seco da ferrovia Fico nos próximos anos, tem condições de ingressar entre as 20 mais ricas, colocação que hoje é ocupada por Alto Araguaia (1,5 bilhão de reais), que também possui um porto seco de ferrovia.

Por Rafael Govari para OPioneiro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.