sábado, 13 abril, 2024
21.1 C
Canarana
Início Notícias Destaques Aposentado pretende viajar de Barra do Garças ao Amazonas de barco

Aposentado pretende viajar de Barra do Garças ao Amazonas de barco

BARRA DO GARÇAS – O aposentado Eraldo Fernandes, de 70 anos, morador de Mineiros (GO), chegou em Barra do Garças na última quinta-feira (28), junto com um barco 0 km, com o propósito de navegar sozinho pelo rio Araguaia até o Amazonas. A ideia inusitada e corajosa chamou a atenção dos barra-garcenses.

Aposentado que viajará do Araguaia ao Amazonas de barco; Foto – Sérgio Santana/Semana7.

LEIA MAIS – Prefeitura de cidade do MT proíbe consumo de tereré em locais públicos

Um vídeo do repórter JP do Araguaia sobre a história de seu Eraldo foi publicado nas redes sociais na última segunda-feira (01) e alcançou mais de 30 mil visualizações em apenas 3 dias. Diversas pessoas parabenizaram e se admiraram com a coragem do aposentado em se aventurar sozinho numa viagem tão complexa.

Seu Eraldo disse ao Semana7 que sempre pensou no que faria após a aposentadoria. “Ficar quieto em casa não era a minha área, eu não trabalhei para isso”, afirmou. Um ano antes da aposentadoria ele e a esposa, Sônia Maria, começaram uma viagem de motorhome (uma espécie de caminhão-casa) por todos os estados brasileiros e a maioria dos países da América do Sul que durou cerca de 9 anos.

A esposa, entretanto, não deve acompanha-lo nessa nova aventura já que Sônia tem medo de navegar, mas tanto ela quanto os três filhos do casal apoiam plenamente a decisão dele.

Cansado das estradas, seu Eraldo adquiriu o primeiro barco há três anos, batizado como “Joaquim e Adélia”, nome dos pais já falecidos. A embarcação ficou atracada em Coxim (MS) no rio Taquari, no que seria a sua primeira tentativa de navegar até o Amazonas, entretanto um problema de saúde adiou os planos.

Devido à necessidade de realizar uma cirurgia para tratar problemas ocasionados pela artrose, Eraldo chegou a acreditar que não estaria saudável o suficiente para viajar sozinho e vendeu a embarcação.

Há um ano e meio ele encomendou um novo barco, também batizado com o nome dos pais. A nova embarcação foi feita por uma empresa de Goiânia e devido à pandemia levou mais tempo do que o esperado para ficar pronto, sendo entregue somente na semana passada. O novo barco tem 7,5 m de comprimento por 3 m de largura, uma cama para dormir, espaço com pia e fogão para cozinhar e sistema de energia solar para conectar aparelhos eletrônicos.

Ao chegar no porto do Baé, em Barra do Garças, Eraldo chamou atenção de muita gente e logo um mutirão de ajuda em prol da sua viagem foi organizado. Como ele não tinha experiência com navegação e também não conhecia os rios e as peculiaridades de cada região por onde ia passar, moradores e barqueiros da cidade se disponibilizaram em auxilia-lo na viagem.

O próprio diretor regional da Sema (Secretaria de Estado de Meio Ambiente), Moacir Couto Filho, foi quem fez a rota do percurso de Seu Eraldo. Moacir listou as principais cidades e comunidades ribeirinhas por onde ele deverá passar navegando desde o Araguaia até o encontro com o rio Tocantins próximo a cidade de Marabá (PA) e posteriormente desaguando na baía do Marajó. Seu Eraldo deve chegar ao Amazonas através das eclusas no estado do Pará, que são construções hidráulicas que viabilizam que barcos e navios transponha rios e mares.

A preocupação do diretor da Sema é que seu Eraldo tem pouca experiência com navegação, mas garante que ele pode concluir seu propósito, uma vez que seu barco tem estrutura suficiente para o trajeto e também em razão dos rios que vivem um momento de cheia nessa época do ano o que facilita a navegação.

Moacir alerta para as peculiaridades que Seu Eraldo pode encontrar no percurso. “Tem diferença entre a navegabilidade de um rio para uma viagem por estrada, você tem que ficar atento porquê um mesmo rio tem formações rochosas e geológicas diferentes, tem lugares que você vai encontrar bancos de areias e regiões com muitas pedras. O rio ensina, ele mostra o caminho, mas são 30 anos navegando e 30 aprendendo”, ressaltou.

Sobre a viagem Seu Eraldo afirma que não tem pressa em concluir seu objetivo. “Não tenho data, enquanto eu tiver energia eu quero continuar. Só sei que quero parar em todos os povoados, cidades e comunidades ribeirinhas que eu tiver oportunidade de chegar, conhecer e conversar com as pessoas”, explicou.

a manhã de hoje (04) ele iniciou sua jornada, acompanhado dos amigos que fez aqui em Barra do Garças, seguindo até o município de Araguaiana. Vão com ele, Balbino Barqueiro, Paulo Pimentéo, Egídio Carvalho, Marcelo “Rotobarra”, Lázaro do Quiosque e Jp do Araguaia, que devem ajudá-lo em seu primeiro desafio no trecho do Ouro Fino, onde o rio tem formações rochosas e uma correnteza mais forte.

“Barra do Garças está dentro do meu coração, esse tanto de gente aqui me ajudando, não tenho nem como enumerar, fiz amizades muito grandes, amizades mesmo sem nenhum interesse”, declarou Eraldo.

O percurso de Seu Eraldo pode durar até um ano e ele deve percorrer aproximadamente 2 mil km de distância, atravessando os estados de Mato Grosso, Tocantins e Pará e passando por centenas de cidades e vilas diferentes ao longo da viagem.

Por Neiriane Santos/Semana7.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.