quarta-feira, 22 maio, 2024
28.1 C
Canarana
Início Notícias Destaques Confira como foi o segundo dia do Dinetec 2024

Confira como foi o segundo dia do Dinetec 2024

dinetec

O segundo dia da décima edição do Dinetec (Dia de Negócios e Tecnologias) reuniu produtores de diferentes cadeias produtivas e reforçou a importância de se promover o desenvolvimento local integrado. A manhã começou bem movimentada no stand da Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer), que promoveu uma premiação para reconhecimento pelo trabalho dos apicultores. 

Na manhã desta quinta-feira (11), a Empaer prestou uma breve homenagem aos apicultores do município de Canarana, reconhecidos como Amigos das Abelhas. O evento contou com a presença de Teté Bezerra, Secretária de Estado de Agricultura Familiar, que destacou a importância de promover o apoio técnico para fomentar o desenvolvimento dos agricultores familiares do estado de Mato Grosso. 

Após a cerimônia, no estande da prefeitura, Teté Bezerra e a gestão municipal firmaram um convênio para angariar os recursos necessários para manter os quintais produtivos nas Aldeias Xavantes, e outro para a implantação da área coberta do projeto da Feira do Empreendedor – em parceria com o Sebrae/MT (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas de Mato Grosso).

Agricultura e apicultura integradas

Durante a homenagem, Gildomar Avrella, extensionista rural da Empaer, enfatizou a chegada da família de apicultores do Apiário David, vindos de São Paulo, que escolheram se estabelecer em Canarana. Ao buscarem um ambiente mais propício para suas atividades, contaram com o apoio do maior produtor de mel do município, Lauri Biguelini. Em um gesto exemplar de colaboração, eles cooperaram entre si, compartilhando conhecimentos e recursos, demonstrando que, para eles, esta cadeia produtiva não se trata de competição, mas sim de uma comunidade unida em torno do desenvolvimento e sucesso mútuo.

Foto: Vitória Kehl

No ano passado, um convite para pescaria resultou em uma nova oportunidade. Com as intempéries dos últimos anos que vivenciaram no estado de São Paulo e no Mato Grosso do Sul, tornou-se difícil a produção de mel. O contato com Lauri foi feito após pesquisas na internet, pois era necessário entender com um apicultor local como funciona a região, desde a época de enxameação e florada, até as condições climáticas. “Já fizemos uma pequena colheita que serviu de amostra e estamos apostando na safrinha, que pega as flores do milho, do gergelim e da crotalária”, conta o apicultor Ricardo David. Eles destacaram a receptividade da população de Canarana e dos produtores que aceitaram de imediato a integração das abelhas nas propriedades rurais, que contribuem também para o aumento da produtividade nas lavouras.

Manejo animal e segurança

Mais uma vez presente no Dinetec, a Paloma Agropecuária traz novidades para os produtores rurais. No ano passado, apresentou uma nova opção de biofertilizante para a produção agrícola e neste ano tem a demonstração no estande com a cultura da soja e pastagens. Como principal novidade, traz a Gallagher como sua nova parceira para integrar seu portfólio de produtos e soluções. 

A Gallagher é líder mundial em soluções tecnológicas para o manejo animal e criou a primeira cerca elétrica do mundo, inventada em 1937. A cerca elétrica da Gallagher tem código de segurança que emite um aviso para o dispositivo móvel do produtor, informando sobre a queima ou outro problema envolvendo o equipamento. Também possui três anos de garantia, incluindo raio e sob-tensão. “Existe muita cerca elétrica de baixa potência e baixa qualidade no mercado interno brasileiro. Mas, hoje é possível colocar entre 2 a 800 km de cerca com nossos equipamentos. É uma das tecnologias que tem feito a diferença para a pecuária e agricultura”, explica Fabrício Garces, gerente comercial da Gallagher. Além de cercas, a Gallagher traz outros produtos, como a balança eletrônica para bovinos e o medidor dos níveis de tanque.

Desenvolvimento regional

Com o crescimento do Dinetec ao longo dos anos, a cidade também tem contato com investimentos públicos e privados. O grande número de visitantes movimenta toda a cadeia econômica da região, como hotelaria, bares e restaurantes, supermercados, lojas e postos de combustíveis. “Um exemplo disso são os hotéis novos que estão saindo. A modalidade que a população encontrou para alugar a própria casa também não é suficiente para suprir a quantidade de visitantes. Nós temos hoje Água Boa, Nova Xavantina e Querência com o setor hoteleiro ocupado e isso fomenta tudo na região”, afirma a Secretária de Desenvolvimento Econômico e Turístico de Canarana, Marilei Bier. 

Foto: Vitória Kehl

Com entrada gratuita, os mais de 130 estantes e 450 marcas participantes do evento podem ser visitados até às 18h desta sexta-feira (12).

Por Vitória Kehl Araujo, para o OPioneiro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.