terça-feira, 27 julho, 2021
Início Notícias Destaques Horta comunitária de Canarana ajuda a complementar renda de 23 famílias

Horta comunitária de Canarana ajuda a complementar renda de 23 famílias

CANARANA – O básico da alimentação de uma família é comum que seja comprado no mercado. Mas quando chega a hora do almoço e a família se reúne à mesa, são das hortas dos pequenos produtores que a maioria das famílias prefere que venha a salada que completa a refeição.

Em Canarana – MT, são várias as hortas que ajudam a preencher o prato no dia a dia da população. Uma opção, contudo, já é tradicional do município: a horta comunitária. Criada a mais de 30 anos, o inicio do cultivo de hortaliças no local surgiu acompanhando o inicio do próprio município.

Hoje, 23 famílias de pequenos produtores tiram parte ou a complementação de sua renda da horta. Um dos produtores mais antigos, Domingos Pereira da Silva, de 64 anos, por exemplo, afirma que há três décadas começou a cultivar na horta e que a renda oriunda contribuiu para criar seus três filhos, hoje já adultos.

Domingos Pereira da Silva

São várias espécies de alfaces, rúcula, almeirão, couve, além de uma variedade de temperos, como salsinha, cebolinha, coentro, etc. Tudo em 1,5 hectare da prefeitura repartido em pequenos lotes de 12m², cedido para cada produtor. Toda a produção local é desenvolvida sem a utilização de defensivos químicos, que dá às hortaliças o caráter orgânico.

O Secretário de Agricultura de Canarana, Cleyton Dias de Souza, afirma que a horta hoje é um importante gerador de renda no município e que, embora a alguns anos, tenha ficado um pouco abandonada, o local está passando por uma reestruturação. Recentemente houve a troca da cerca que circunda o local, bem como a reforma de uma casa que abriga banheiros e galpão de insumos.

No horta, a prefeitura entra com insumos, sementes e o acompanhamento de um técnico. “A intenção é sempre ir melhorando. Semana passada a gente protocolou junto com um deputado que foi lá conhecer a horta, um projeto para troca da caixa d’água e todo o encanamento. No projeto, também colocamos um tratorito, uma roçadeira, entre outros implementos para ajudar eles”, explica Cleyton.

A comercialização dos produtos cultivados na horta comunitária ocorre de diferentes maneiras, dependendo de cada produtor. Alguns levam seus produtos até a Feira do Agricultor Olivio Scapini, nas quartas a noite e domingos de manhã, enquanto outros comercializam na própria horta, localizada na rua Perimetral (última rua do lado oeste da cidade), próximo à entrada da Chácara Frigo, no Jardim Bela Vista.

Por Lavousier Machry, para OPioneiro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.