segunda-feira, 22 julho, 2024
17.2 C
Canarana
Início Notícias Destaques Hospital de Barra do Garça sofre interdição após surto de bactéria desconhecida

Hospital de Barra do Garça sofre interdição após surto de bactéria desconhecida

A Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital e Pronto-Socorro Municipal Milton Pessoa Morbec, em Barra do Garças (516 km de Cuiabá), foi interditada nesse fim de semana pela Vigilância Sanitária da Sexcretaria de Saúde do Estado, após um surto provocado por uma bactéria classificada como “multirresistente”, de origem não informada.

Em nota, a Prefeitura de Barra do Garças informou que a unidade passa por um processo de desinfecção padrão e não receberá novos pacientes por pelo menos, 15 dias. . “É importante que a população entenda que esse caso se trata de uma situação comum em ambientes hospitalares, como ocorreu em anos anteriores. Portanto, não há motivo para pânico”, informou a Sscretaria municipal de Saúde.

Foto: Reprodução

A Vigilância Sanitária, que fez uma vistoria no local entre os dias 22 e 26, disse ter encontrado, além da presença dessa bactéria (não revelou qual), foram encontrados medicamentos vencidos e precariedade do material usado nos pacientes. Além disso, o local não possui médico instituído legalmente junto ao Conselho Regional de Medicina (CRM-MT).

A Vigilância constatou ainda que o hospital não tem nenhum registro referente à saúde ocupacional dos funcionários e a direção do hospital também não apresentou registro de limpeza e desinfecção imediatamente antes e pós o procedimento de diálise à beira leito e nem laudo semestral referente à qualidade físico-química e microbiológica da água potável, conforme determina a legislação.

“Diante das irregularidades evidenciadas na UTI adulto tipo II, foi imposto à medida preventiva cautelar de interdição total da mesma, assim como em decorrência à existência de surto por microrganismos multirresistentes, pendente de conclusão e solução, bem como o estado de gravidade de saúde dos pacientes ali internados, impossibilitando assim a transferência dos mesmos para outra instituição, optou-se dessa forma, pela permanência dos mesmo no local obrigando aos responsáveis legais do estabelecimento a manutenção de toda assistência hospitalar até a alta médica”, disse a Vigilância.

Segundo a prefeitura, todas as adequações serão feitas dentro do prazo estipulado pela SES-MT e que enquanto o problema é resolvido os pacientes já internados na UTI continuarão recebendo tratamento normalmente.

“Já os demais pacientes que necessitarem de internação na UTI serão transferidos para outras unidades de outros municípios ou serão atendidos na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Barra do Garças, que possui nove leitos de semi-intensiva equipados com os mesmos equipamentos do Hospital Municipal”, informou a Prefeitura.

Por Portal Mato Grosso.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.