terça-feira, 9 agosto, 2022
InícioNotíciasDestaquesIFMT retoma atividades em Canarana com foco em um futuro campus

IFMT retoma atividades em Canarana com foco em um futuro campus

CANARANA – Uma noite que ficou marcada como a retomada das atividades do IFMT em Canarana. O auditório do Sicredi foi palco, na noite de quinta-feira (30), da aula inaugural dos novos cursos de formação inicial e continuada, ofertados pelo Instituto Federal em Canarana. O evento contou com a presença do reitor Júlio César dos Santos, do senador Wellington Fagundes e da deputada estadual Janaína Riva.

Aula inaugural dos novos cursos ofertados pelo IFMT em Canarana; Imagem – Reprodução.

Até o próximo ano, o IFMT projeta ter mais de mil alunos senado atendidos em Canarana em diversos cursos. Também está projetado para 2023 o técnico em agropecuária e o superior em agronomia 4.0, sendo esse inédito no Brasil e que vai servir de referência para futura implementação nos demais institutos federais espalhados pelo Brasil.

LEIA MAIS – Diretor do IFMT de Canarana desmente Fake News de que o município perdeu o Instituto Federal

Um convênio já foi assinado entre o município e o IFMT, com o repasse de mais de um milhão de reais para apoio no reinício das atividades. O Governo Federal também destinou valores para fazer a modernização do prédio, obra que deve começar em breve. O passo seguinte, será fazer o projeto e levantar recursos para construir o campus, bandeira que será defendida pela deputada e pelo senador.

Conforme fala das autoridades para mais de 200 alunos que acompanharam a aula inaugural, o Instituto Federal quase fechou as portas em Canarana no período da pandemia. Mas o prefeito, juntamente com os vereadores, colocaram total apoio e cobraram a retomada das atividades. Como resultado, o IFMT enviou para Canarana o professor Carlos Câmara, um dos melhores profissionais do Instituto Federal para coordenar essa retomada.

Presença da deputada estadual Janaína Riva, senador Wellington Fagundes, prefeito Fábio Faria e do reitor Júlio César; Imagem – reprodução.

Com o crescimento da cidade, chegada de grandes indústrias como a usina de etanol de milho, além do crescimento do agronegócio, como a cadeia do gergelim, muitos trabalhadores da cidade e também que virão de fora, precisarão de capacitação para ocuparem essas vagas. É aí que entra o IFMT para treinar esses trabalhadores e também para auxiliar com pesquisas nessas cadeias.

Por Rafael Govari para OPioneiro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.