terça-feira, 16 abril, 2024
30.7 C
Canarana
Início Notícias Destaques Investigação constata falta de controle em sistema de abastecimento de secretaria de...

Investigação constata falta de controle em sistema de abastecimento de secretaria de Ribeirão Cascalheira

RIBEIRÃO CASCALHEIRA – A Polícia Civil, por meio da Delegacia de Ribeirão Cascalheira, realizou novas diligências em seguimento às investigações que culminaram com a Operação Tanque Cheio e constatou ausência de controle das atividades da Secretaria de Obras do município relacionadas ao abastecimento de combustíveis.

Conforme o delegado Flávio Leonardo, esse descontrole atinge também as horas trabalhadas por veículos ou máquinas ou até mesmo das obras realizadas. “Em regra, as demandas são repassadas no dia a dia e verbalmente, não sendo produzidos relatórios de serviço. Também não há controle dessas atividades pelo Departamento de Compras ou pela Secretaria de Finanças, órgãos que necessariamente participam do procedimento de aquisição de combustível. Esta ausência de controle indica um suposto ‘modus operandi’ para a prática de condutas criminosas”, explicou o delegado.

Foto: Reprodução

A Operação Tanque Cheio foi deflagrada no dia 02 de março, com o objetivo de combater diversos crimes praticados contra a administração pública municipal. Foram cumpridos 23 mandados de busca e apreensão, com a finalidade de apreender documentos, computadores, celulares e demais objetos relacionados à prática das fraudes. A operação contou com o apoio de diversas delegacias das Regionais de Água Boa, Confresa e Barra do Garças.

Foram alvos da operação secretários, o chefe do Departamento de Compras e outros servidores dor ógãos municipais. “Os investigados trocaram os aparelhos celulares, com os respectivos chips, dias antes da deflagração da operação, fato que converge com os indícios da prática do crime de associação criminosa entre eles”, pontuou o delegado Flávio.

As investigações continuam com o objetivo de apurar a extensão dos crimes, identificação de todos os autores do suposto esquema criminoso e de possibilitar o ressarcimento aos cofres públicos do prejuízo causado.

Por Assessoria | Polícia Civil-MT.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.