terça-feira, 13 abril, 2021
Início Notícias Destaques Onde está Diá? Primeiro prefeito eleito de Canarana - MT

Onde está Diá? Primeiro prefeito eleito de Canarana – MT

CANARANA – Nascido Francisco de Assis dos Santos no município de Porteiras, Ceará, em 1953 (mesmo ano da emancipação do município), Diá, como ficou popularmente conhecido, trilhou caminhos que o levaram a atravessar o País, tanto que, de 1983 a 1988 tomou o assento do executivo de Canarana-MT. De lá para cá, pouco se soube do primeiro prefeito eleito do município, o que leva, por vezes, muitos a se perguntarem: Onde está Diá?

Francisco de Assis (Diá)
Francisco de Assis (Diá) na década de 80.

Em entrevista concedida para OPioneiro, Diá, bem humorado, hoje aos 66 anos, morando em Cuiabá-MT, diz que está bem. Casado, esposo da professora da UFMT, Maria Aparecida Rezende, pai de quatro filhos, possui um neto e está feliz com outro a caminho. Mesmo passados mais de 30 anos desde seu mandato, Diá ainda lembra dos desafios e conquistas da época e salienta que, hoje, ainda continua prestando serviço público.

O apelido Diá, para Francisco de Assis, a título de curiosidade, veio desde criança, quando sua irmãs o passaram a chamar pelo apelido como uma abreviação de “De Assis”. De família de lavradores do nordeste, Francisco conta que, morando no sítio, abandonou os estudos aos 13 anos de idade, tendo cursado somente até a metade do ensino fundamental. Só retornou a escola em 1977, aos 23 anos. “Saltei algumas etapas para concluir o ensino médio. O fiz por meio de provas e exames seletivos de programas do Ministério da Educação. Conclui o segundo grau quando já disputava a eleição de 1982”, conta.

Além de ser o primeiro prefeito eleito* de Canarana, de origem diferente dos próprios pioneiros, também foi o mais jovem. Essa conquista, dentre outras que viriam, contudo, ele credita a outras fontes: “Os caminhos que me levaram a essas posições, foram em primeiro lugar, os estudos e a orientação segura dos meus professores (os quais foram responsáveis pela minha inclusão social e abriram-me as portas para o conhecimento). Com isso me envolvi na política e nos movimentos populares”, salienta Francisco, que passou a ser liderança nos movimentos sociais regionais.

Na galeria de prefeitos na prefeitura de canarana Francisco de assis
Na galeria de prefeitos na Prefeitura de Canarana, Francisco de Assis

“Consegui formar uma equipe de governo bem qualificada, com jovens qualificados intelectualmente, porém com pouca experiência de gestão. No entanto, superamos os obstáculos e conseguimos apoio político local, graças às forças políticas que participaram daquela eleição, lideradas por Dona Gertrudes (Schwantes),  Adi Colossi e outras lideranças”, diz Francisco, que continua: “A própria classe produtora me deu um bom respaldo. Me incluíram nas pautas de reivindicações dos produtores e cumprimos juntos algumas agendas coletivas em Cuiabá e Brasília. E assim passei a enxergar a dimensão dos problemas a serem enfrentados”.

Tendo provado do pote do conhecimento, Diá, já ao fim do mandato, estabeleceu novos objetivos. “Ao terminar o mandato de prefeito de Canarana, em 1988, já estava aprovado no vestibular da UFMT. Fiz o dito curso de direito. Escolhi o caminho dos estudos porque me convenci de que  conhecimento é o patrimônio mais seguro da pessoa. Podem nos tirar bens materiais, mas o que a gente aprendeu, fica garantido. E assim, a cada momento podemos renascer nos projetos, nas aspirações e buscar novos horizontes”, conta Francisco.

 

Em 1993, Francisco de Assis, agora advogado, fiel à sua sede de novos desafios, passou a buscar os ditos novos horizontes e, em 1997, foi aprovado no concurso público para Delegado de Polícia. Função, contudo que só exerceu até 1998, quando foi aprovado em outro concurso público, ocupando a função que mantém até os dias atuais, de Procurador do Estado de Mato Grosso.

O Diá de 2020, afirma que após todos os anos, enxerga hoje a política e os desafios com outros olhos. “Entendo que a economia de mercado não dá conta de resolver os principais problemas da humanidade. {…} A escassez é a base para o mercado, ao passo que a abundância é o que interessa para a justiça social. Logo, os recursos tecnológicos devem produzir abundância e não escassez. {…} Tenho Canarana como um lugar de prosperidade e merecedora da abundância que mencionei. Tem uma bonita história e uma gente perseverante que já obteve e ainda vai obter grandes conquistas. É a minha e é nossa cidade eterna”, conclui o procurador.

*O primeiro Prefeito de Canarana (nomeado) foi Luiz Cancian.

Por Lavousier Machry e Rafael Govari, para OPioneiro.

2 COMENTÁRIOS

  1. Linda a reportagem com Diá, homem honesto e de grande valor, venceu tudo na vida com garra e honestidade .Politicos como ele é o que o Brasil precisa!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.