quinta-feira, 23 maio, 2024
19.3 C
Canarana
Início Notícias Destaques Operação da PJC de Canarana cumpre mandados contra integrantes de facção criminosa

Operação da PJC de Canarana cumpre mandados contra integrantes de facção criminosa

CANARANA – A operação nominada “STOPPING POWER” coordenada pelo Delegado Deuel Paixão de Santana, foi deflagrada na manhã desta segunda-feira (13/02) em Canarana – MT. Ao todo foram expedidos 20 mandados de prisão preventiva e 12 de busca e apreensão pela 7ª Vara Criminal de Cuiabá – MT. Ao final, em dois dias, 09 pessoas foram presas e encaminhadas ao Presídio.

A investigação teve início em 2021, e, nesse período, reuniu elementos de prova que culminou na identificação de uma complexa rede criminosa que atua na região leste de Mato Grosso. As provas produzidas durante as investigações revelam através de testemunhas, vídeos e acessos a aparelhos celulares apreendidos, um articulado plano para monopolizar o tráfico de drogas agindo com extrema violência contra aqueles que se opõem ao propósito do grupo criminoso.

Além do efetivo da Delegacia de Canarana, a operação contou também com o apoio da Delegacia Regional de Água Boa – MT. O GCCO deu suporte no cumprimento de Mandados de Prisão de duas pessoas na capital. Os investigados encontram-se recolhidos na Cadeia Feminina e na Penitenciária Central. Os alvos da operação, de dentro das Unidades Prisionais, ordenavam violentas ações que eram executadas por faccionados na região do Araguaia.

A operação deflagrada pela PJC visa coibir a ramificação e permanência da facção na região, além de responsabilizar os criminosos por atos de violência perpetrados principalmente nas modalidades de tráfico de drogas, roubo e extorsão, prevenção e repressão a investidas contra membros das Forças de Segurança e devolver a tranquilidade à sociedade já que, os integrantes do grupo criminoso têm agido de forma intimidatória para marcar território. Armas, munições, drogas e produtos oriundos de furtos foram objetos das buscas.

Quatro alvos da operação “STOPPING POWER” estão em presídios do Estado de Mato Grosso. Do interior das Unidades Prisionais, ordenavam crimes e participavam diretamente de suas execuções. Apesar dos esforços empreendidos pelo aparelho estatal, celulares continuam chegando aos indivíduos que, usam a tecnologia em favor do crime.

Durante as investigações, ficou demonstrado que, mesmo presos, os criminosos transmitem ordens aos comparsas que estão fora em funções designadas pelos líderes. A forma violenta de agir contra aqueles que contrariam os propósitos do grupo foi outro fator contatado pela Polícia Civil.

ORIGEM DO NOME DA OPERAÇÃO
STOPPING POWER (Poder de parada) é uma resposta do aparelho estatal às ações perpetradas por uma facção que comete crimes em diversas modalidades no estado de Mato Grosso. Uma resposta da Polícia Civil que lança mão de ferramentas investigativas para frear as pretensões dos criminosos.

Por OPioneiro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.