terça-feira, 12 dezembro, 2023
Início Notícias Destaques Turismo planeja retomada da atividade em Mato Grosso

Turismo planeja retomada da atividade em Mato Grosso

    CUIABÁ – O planejamento para a retomada do turismo em Mato Grosso foi o tema da reunião online realizada na quarta-feira (17) pela Secretaria Adjunta de Turismo de Mato Grosso (Seadtur) em parceria com o Sebrae MT.

    Empresários, guias de turismo, presidentes de associações e gestores municipais puderam entender o panorama do setor para os próximos meses e pensar em soluções práticas.

    Secretaria de Turismo, Sebrae MT e trade turístico participaram de reunião que mostrou caminhos para reaquecer o setor
    Secretaria de Turismo, Sebrae MT e trade turístico participaram de reunião que mostrou caminhos para reaquecer o setor; Foto – Seadtur-MT

    A apresentação foi feita pela analista de negócios e gestora de Projetos de Turismodo Sebrae MT, Marisbeth Gonçalves, que mostrou pesquisa sobre o comportamento do turista após o momento de isolamento social.

    “O turista tende a ser influenciado por novos hábitos, como higienização do local, sustentabilidade do atrativo, entre outros. A segurança sanitária será um fator determinante na decisão”, explicou.

    A tendência, segundo a analista, é que os turistas busquem por viagens com períodos mais curtos em um primeiro momento, em destinos próximos e menor distância.

    Para o secretário de Desenvolvimento Econômico, César Miranda, será a oportunidade para que os mato-grossenses conheçam seu próprio Estado.

    “O mato-grossense pode se animar e compreender que tudo o que há aqui é nosso. Temos essa oportunidade de fortalecer o turismo interno e vamos lutar para que isso aconteça. Em um futuro próximo devemos aproveitar mais ainda os nossos atrativos. Somos ricos em beleza natural e esperamos que seja uma oportunidade de conhecer cada parte desse nosso estado a fundo’’, comentou.

    LEIA MAIS – Seadtur-MT desenvolve ações para a valorização do turista e do trade turístico

    Rodada de Negócios

    O secretário adjunto de Turismo, Jefferson Moreno, contou que em breve será realizada uma rodada de negócios online, também em parceria com o Sebrae MT, para conectar o trade turístico e fomentar ainda mais os negócios durante este período.

    “Desta forma, quando estivermos aptos a voltar a funcionar dentro da normalidade haverá novas parcerias, novos negócios e o turismo sairá fortalecido”.

    Mesmo optando por viajar dentro do Estado e para destinos mais próximos, os turistas utilizarão as ferramentas que já existiam, mas agora serão fortalecidas.

    “Mais tecnologia, novos jeitos de fazer negócios e novas tendências de consumo estão surgindo. Agora, com mais tempo disponível, o novo consumidor irá pensar na escolha, no consumo consciente e, por isso, é importante estar clara a linguagem e a missão da empresa do setor turístico”, afirma Marisbeth Gonçalves.

    As pesquisas apontam também que os consumidores estão mais dispostos a comprar de marcas menores preocupados em auxiliar os pequenos empreendedores, e buscam novas experiências. A questão logística também deve impactar o turismo no País.

    “O turista deve se sentir mais confortável usando meio de transporte próprio e estar em contato com a natureza. A previsão é que o turismo que necessite de voos longos, por exemplo, seja retomado somente no próximo ano”, diz a gestora do Sebrae MT.

    LEIA MAIS – Pandemia cria prejuízos milionários no turismo de pesca em Canarana

    Ela lembrou ainda da importância da construção de estratégias direcionadas para a retomada como forma de fortalecer a missão da empresa e os diferenciais.

    “É importante que os atrativos demonstrem as medidas de segurança que vêm sendo tomadas ou se adequem a elas. Que estejam no mundo digital, que se adequem aos hábitos sustentáveis e comuniquem tudo isso”, afirma Marisbeth Gonçalves.

    Ela reforça que é um bom momento para rever o posicionamento da empresa, adequar a estrutura de custos à política de preços e comercialização e analisar a necessidade de tomada de capital externo.

    “É certo que muitos precisam, mas é necessário ver onde será aplicado para que este auxílio não cause ainda mais problemas a médio e longo prazo”.

    Por Maínna Figueiredo/Seadtur MT; Foto Capa – Turismo de pesca em Canarana/Reprodução.

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.