terça-feira, 16 agosto, 2022
Início Notícias Destaques Em ação contra crimes ambientais, três pessoas são presas em Cocalinho

Em ação contra crimes ambientais, três pessoas são presas em Cocalinho

Três pessoas suspeitas de porte e posse ilegal de arma de fogo foram presas em flagrante pela Polícia Civil, na quarta-feira (02.09), durante investigações de crime ambiental de extração ilegal de madeira no município de Cocalinho. A ação resultou na apreensão de cinco armas de fogo e munições de diferentes calibres.

As diligências iniciaram após a equipe da Polícia Civil receber informações sobre a ocorrência de extração ilegal de madeiras nobres (jatobá e ipê) em uma fazenda a aproximadamente 45 quilômetros do município. Segundo a denúncia, o responsável pela propriedade também fazia uso de armas de fogo, que eram ostentadas publicamente na região.20200903 cocalinho

Os policiais da Delegacia de Cocalinho foram até a propriedade, onde foram recebidos pelo caseiro, sendo logo de início encontrado uma espingarda calibre 20, com cinco cartuchos intactos e um deflagrado. Questionado, o caseiro afirmou que a arma pertencia ao proprietário da fazenda e que outra espingarda (calibre 32, com uma munição intacta) encontrada no interior da casa era de um terceiro, o qual ele não soube dar maiores informações.

No momento em que os policiais saiam para o local onde ocorria a extração ilegal de madeira, chegaram outras pessoas à propriedade, entre elas o dono da fazenda. Durante abordagem, foi encontrado com os suspeitos um revólver calibre 22, com cinco munições intactas, entre elas duas pistolas semiautomáticas, uma delas com 13 e a outra com 11 munições intactas.

 

O revólver estava na cintura de um dos suspeitos e as duas pistolas (uma com registro apresentado) estavam no interior do veículo. Em continuidade as buscas na propriedade, foram apreendidas uma motosserra, um trator esteira, além de ser encontrada grande quantidade de madeira das espécies jatobá e ipê.

Diante das evidências, os três suspeitos foram conduzidos a Delegacia de Cocalinho onde após serem interrogados foram autuados em flagrante pelos crimes de posse e porte ilegal de arma de fogo. As investigações estão em andamento em inquérito policial para apurar a ocorrência da extração ilegal de madeira.

Por PJC-MT.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.