terça-feira, 9 agosto, 2022
InícioNotíciasDestaquesEm meio a pandemia, Canarana cria 160 vagas de trabalho no primeiro...

Em meio a pandemia, Canarana cria 160 vagas de trabalho no primeiro semestre

CANARANA – O município de Canarana – MT teve um resultado positivo na comparação de admissões e desligamentos de trabalhadores com carteira assinada, no acumulado do primeiro semestre, conforme dados liberados pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho e Emprego, divulgados na terça-feira (28/07). 

No ano, o acumulado em seis meses ficou com 1.085 admissões e 925 demissões, com saldo de 160 novas vagas de trabalho formais.
Carteira de Trabalho; Foto – OP.

No ano, o acumulado em seis meses ficou com 1.085 admissões e 925 demissões, com saldo de 160 novas vagas de trabalho formais. Somente no mês de junho, foram 256 contratações e 122 desligamentos, resultando numa criação de 134 novas vagas em Canarana. 

LEIA MAIS – Canarana na lista – IEL abre 270 vagas de emprego em Mato Grosso

Na mesma direção, Água Boa – MT em junho teve 208 contratações e 166 desligamentos, saldo de 42 vagas positivas. No acumulado do ano foram abertas 92 novas vagas em Água Boa, com 1.331 admissões e 1.239 demissões. 

Querência – MT teve 260 contratações e 173 desligamentos em junho, saldo de 87 admissões. No semestre, os números de Querência são de 1.632 admissões e 1.415 demissões, saldo positivo de 217 postos de trabalho.

A maior cidade do Araguaia, Barra do Garças – MT, teve saldo positivo em junho, com 392 contratações e 288 desligamentos, criação de 104 novos postos. Porém, no semestre, o resultado é negativo, com 2.392 admissões e 2.577 demissões, totalizando a perda de 185 vagas de trabalho formais. 

A maior cidade do Norte Araguaia, Confresa – MT, teve saldo de 72 novas vagas em junho, com 195 contratações e 123 desligamentos. No ano, foram 1.051 admissões e 945 demissões em Confresa, saldo de 106 novos postos de trabalho.

Mato Grosso

O governador Mauro Mendes afirmou que as diversas ações tomadas pela atual gestão, voltadas ao equilíbrio econômico e à simplificação do ambiente empresarial, contribuíram para que Mato Grosso conquistasse o 1º lugar entre os estados que mais criaram empregos em junho deste ano.

De acordo com os dados do Caged, Mato Grosso registrou 20.685 demissões em junho, contra 27.475 admissões. Ou seja, 6.790 novos postos de trabalho foram criados no mês passado, apesar dos prejuízos causados pelo coronavírus.

A alta de contratação em Mato Grosso ocorreu em todos os segmentos analisados, sendo 3.014 novos postos na agropecuária, 1.426 na indústria, 986 na construção, 950 no comércio e 414 no ramo de serviços.

“As ações tomadas pelo Governo ajudaram Mato Grosso a ser o 1º lugar do país na criação de empregos. Se não estivéssemos em meio a uma pandemia, com certeza teríamos resultados ainda melhores. Em 2019 trabalhamos muito, com apoio da Assembleia Legislativa, para reorganizar as contas e, pela primeira vez em 10 anos, o Governo de Mato Grosso fechou o ano no azul”.

“Regularizamos pagamentos, honramos compromissos com fornecedores e fizemos a restituição de incentivos fiscais, que garantiu isonomia nos benefícios às empresas, resultando em atração de investimentos. O Estado deixou de ser hostil, atrapalhador, e agora é fomentador”, afirmou o governador, destacando que Mato Grosso também foi o estado que percentualmente mais abriu empresas no primeiro quadrimestre de 2020 – 21.040 novas empresas.

Por OPioneiro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.