sexta-feira, 24 maio, 2024
27.1 C
Canarana
Início Notícias Destaques Governo do Estado destina 400 toneladas de calcário para a agricultura familiar...

Governo do Estado destina 400 toneladas de calcário para a agricultura familiar em Porto Alegre do Norte

PORTO ALEGRE DO NORTE – A Secretaria de Estado Agricultura Familiar (Seaf), destinou 400 toneladas de calcário para o Município de Porto Alegre do Norte-MT, no Norte do Vale do Araguaia. A informação foi repassada ao OPioneiro pelo secretário de Agricultura de Porto Alegre, Pedro Inácio.

Entrega de calcário para agricultores de Porto Alegre do Norte; Foto – Reprodução.

Conforme Pedro, serão beneficiadas 80 famílias de agricultores de seis assentamentos do Município. Cada família receberá cinco toneladas de calcário, que serão utilizadas para corrigir o solo de onde são desenvolvidas diversas culturas, como banana, limão taiti, maracujá, mandioca, hortifrúti, além de produção de leite e de carne.

LEIA MAIS – Comunidades indígenas investem recursos de programa em artesanato, produção de aves e lavoura

LEIA MAIS – Sinônimo de desenvolvimento, obras da Faculdade e Sede do Grupo MGU ganham forma no Loteamento Alto do Cerrado

A Secretaria Municipal de Agricultura, juntamente com a Empaer, fez análise de solo nas propriedades dos agricultores beneficiados, para atestar a necessidade e a quantidade de calcário. O produto já está sendo entregue e agora inicia o trabalho de aplicação, que está sendo feito por duas calcareadeiras que pertencem ao Município.

Pedro Inácio disse ainda que a ideia é ampliar a iniciativa para outros pequenos produtores de Porto Alegre do Norte, que possui em torno de 200 agricultores familiares divididos em seis assentamentos, os quais já estão procurando a Secretaria Municipal de Agricultura para também receberem calcário.

Secretário de Agricultura de Porto Alegre do Norte, Pedro Inácio; Foto – Reprodução.

“A gente quer agradecer o secretário Silvano Amaral [Seaf], pela destinação das 400 toneladas de calcário para o Município de Porto Alegre do Norte. Quem tem a ganhar com isso é a agricultura familiar, pois possibilitará aumento da produção e, consecutivamente, da renda”, concluiu o secretário Pedro.

Por OPioneiro.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.