terça-feira, 16 julho, 2024
28.5 C
Canarana
Início Notícias Destaques Região de Canarana quer se tornar referência nacional na produção de algodão...

Região de Canarana quer se tornar referência nacional na produção de algodão orgânico

CANARANA – A região do Vale do Araguaia quer se tornar referência nacional na produção de algodão orgânico através da agricultura familiar. Os testes já iniciaram e os resultados tem surpreendido a indústria. O assunto foi discutido no dia 16 de maio, num evento em Canarana-MT, no Sindicato Rural, que reuniu representantes de 14 municípios da região. A iniciativa é encabeçada pela Empaer (Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural), em parceria com a Secretaria de Agricultura de Canarana e a Cooperportal (Cooperativa Regional Agropecuária Portal do Xingu), também com sede no Município.

Evento em Canarana para discutir cadeia do algodão e do gergelim orgânico, reuniu mais de 60 pessoas de 14 municípios do Araguaia; Imagem – divulgação.

Na safra 2021 já foram produzidos mais de quatro mil kg de algodão orgânico em Canarana, entre um assentamento e um centro de pesquisa. Conforme o extensionista da Empaer, Gildomar Avrella, representantes da empresa Vert Shoes, que fabrica calçados e exporta para a França, se surpreenderam com a qualidade da pluma. “Eles gostaram do produto e fizeram uma proposta comercial, oferecendo 15 reais por kg limpo para o produtor, mais a comissão da cooperativa, que irá beneficiar a produção. E o valor só não será maior, porque nosso algodão ainda não é certificado e será pelos próximos dois anos classificado como de transição”, disse Gil da Empaer.

LEIA MAIS – Assentados em Canarana colhem gergelim orgânico para o mercado japonês

LEIA MAIS – Técnicos da Empaer fomentam produção de algodão orgânico colorido em comunidade indígena

LEIA MAIS – Governo do Estado destina 400 toneladas de calcário para a agricultura familiar em Porto Alegre do Norte

Conforme o extensionista, é possível produzir três mil kg por hectare, o que torna o algodão uma importante fonte de renda para os agricultores familiares. Além de não utilizar produtos químicos na cultura, a colheita é feita de forma manual. “Se tivermos 100 pequenos agricultores e cada um plantar um hectare, poderemos produzir 300 mil kg de algodão orgânico, que vende tudo. Acreditamos que a região tem condições de se tornar referência na cultura, que hoje está consolidada no Nordeste”, aposta Avrella. A Empaer, juntamente com as secretarias municipais do Araguaia darão apoio técnico e a Cooperportal irá beneficiar o algodão através de uma máquina que está sendo adquirida.

Extensionista Gildomar Avrella apresenta algodão orgânico produzido em Canarana; Foto – OP.

Gergelim

Além do algodão, foi debatido no evento a produção de gergelim orgânico, que já vem sendo desenvolvido em Canarana e Gaúcha do Norte. Na safra 20221 foram colhidos 22 mil kg de gergelim, que serão comercializados como sementes de plantio, a um ganho de seis reais por kg ao produtor, sendo que os agricultores ganharam a semente e o adubo. O gergelim orgânico é vendido para o Japão e também está se tornando uma excelente fonte de renda para a agricultura familiar.

Por Rafael Govari para OPioneiro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.