segunda-feira, 4 dezembro, 2023
Início Notícias Destaques Grupo investigado por incendiar fazenda após disputa por terras é preso durante...

Grupo investigado por incendiar fazenda após disputa por terras é preso durante operação em Água Boa

    Um grupo investigado por incendiar uma fazenda por disputa por terras foi preso, na manhã desta terça-feira (28), durante a Operação Anarquia, em Água Boa, a 736 km de Cuiabá. A ação prendeu cinco pessoas, sendo duas em flagrante, e apreendeu sete armas, como fuzis, espingardas, revólver, além de diversas munições.

    De acordo com a Polícia Civil, cinco pessoas foram presas — Foto: Polícia Civil

    De acordo com a polícia, a associação criminosa também é responsável por diversos crimes na região do município, entre eles ameaça, exercício arbitrário das próprias razões, incêndio, disparo de arma de fogo, porte ilegal de arma e coação no curso do processo.

    Grupo também ameaçava pessoas no centro da cidade — Foto: Polícia Civil

    Grupo também ameaçava pessoas no centro da cidade — Foto: Polícia Civil

    Os investigados estão envolvidos em disputas de terras e atearam fogo em uma propriedade causando prejuízo de aproximadamente R$ 800 mil à vítima.

    A polícia também recebeu diversas denúncias de que os suspeitos portariam armas de fogo e estavam ameaçando pessoas em locais de grande circulação no centro de cidade.

    O grupo incendiou uma fazenda por disputa por terras — Foto: Polícia Civil

    O grupo incendiou uma fazenda por disputa por terras — Foto: Polícia Civil

    De acordo com as investigações, o mesmo grupo é investigado por crimes em Goiás e acreditavam que, ao se mudarem para Água Boa, poderiam continuar infringindo a legislação.

    O nome da operação faz referência ao modo de atuação do grupo, que agia ignorando as leis vigentes e colocava em risco a população.

    Por g1 MT.

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.