segunda-feira, 4 março, 2024
Início Notícias Destaques Mato Grosso inicia teleconsulta com especialistas pela plataforma Saúde Digital

Mato Grosso inicia teleconsulta com especialistas pela plataforma Saúde Digital

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) iniciou os atendimentos por meio da nova plataforma de Saúde Digital. O projeto é integralmente disponibilizado pelo Sistema Único de Saúde (SUS) e tem o propósito de auxiliar os profissionais de saúde no atendimento direto à população, por meio da telemedicina.

O projeto conta com a parceria do Hospital Israelita Albert Einstein, que disponibilizará o ambulatório digital com profissionais especialistas da instituição, e do Instituto Laura Fressatto, que ofertará ambulatório digital com especialistas que já atuam no SUS em Mato Grosso.

O foco são as teleconsultorias e teleconsultas entre o médico especialista, o paciente e o médico assistente das Unidades de Saúde da Família dos municípios, com suporte diagnóstico e terapêutico. Serão atendidos pacientes que aguardam por consultas especializadas na fila de regulação.

Foco do projeto são as teleconsultorias e teleconsultas com médicos especialistas
Crédito – Freepik

Para a professora aposentada Eni Alves de Carvalho, residente do município de Pedra Preta, a experiência da teleconsulta foi excelente. “Foi uma experiência muito boa. Fui a primeira paciente a ser atendida pela telemedicina aqui na Unidade de Saúde da Família do Vale do Jurigue e a minha nota para o programa é 10. Tanto o médico do PSF quanto a médica do Hospital Albert Einsten foram nota 10”, disse ela, satisfeita.

Como forma de otimizar o serviço ofertado pelo SUS, a plataforma de Saúde Digital oferece sete especialidades clínicas: endocrinologia, neurologia, neurologia pediátrica, pneumologia, cardiologia, psiquiatria e reumatologia.

Para o secretário de Estado de Saúde, Juliano Melo, o projeto tornará a assistência básica mais resolutiva e facilitará o acesso da população às avaliações de médicos especialistas. “O uso desta plataforma desafogará as unidades especializadas. A experiência mostra que é possível reduzir em até 90% a necessidade de consultas presenciais com especialista”, disse.

O superintendente de Atenção à Saúde da SES, Diógenes Marcondes, avalia que o programa de Saúde Digital trará ganhos para toda a rede do SUS. “O cidadão terá acesso às consultas especializadas com mais rapidez, sem ter que esperar na fila da regulação. Os médicos das unidades básicas também estarão mais capacitados para atender a população, porque eles serão orientados diariamente por especialistas de renome em suas áreas de atuação”, acrescentou o gestor.

No atendimento diário aos pacientes, o médico clínico geral Henrique Sales, do município de Itiquira, avaliou que a telemedicina tem muito a contribuir para a rede pública de saúde. “É um processo de muito aprendizado. Pude receber conhecimento de uma especialista por meio de uma teleconsulta, houve um intercâmbio grande de conhecimento, então foi muito válido. Acho que será muito interessante para nossa saúde evoluir cada vez mais”, concluiu.

A parceria com o Hospital Albert Einstein deve atender 25 municípios do Estado, sendo que o projeto já está em implantação nos 19 municípios da Região Sul. Já a parceria com o Instituto Laura Fressatto deve ter a abrangência ampliada gradativamente para todos os 141 municípios do estado.

Por Ana Lazarini | SES-MT.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.