segunda-feira, 29 janeiro, 2024
Início Notícias Destaques Municípios de MT voltam a recomendar uso de máscaras após aumento de...

Municípios de MT voltam a recomendar uso de máscaras após aumento de casos de Covid-19 e nova variante

    Os municípios de Água Boa, Cáceres e Nova Xavantina emitiram um comunicado para que a população volte a usar máscara e adote novamente as medidas de prevenção contra a Covid-19. A recomendação foi feita após o aumento no números de casos da doenças nessas cidades e o surgimento de uma nova variante.

    A Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT) também fez um alerta oficial às cidades para que voltem a tomar as medidas de prevenção e intensifiquem a vacinação conta a doença.

    Máscara de proteção volta a ser recomendada — Foto: Heloise Hamada/g1

    Em Água Boa, segundo a prefeitura, somente neste mês, foram registrados 30 novos casos de Covid, além de uma morte em decorrência da doença.

    Já em Cáceres 157 pessoas são monitoradas e 14 estão internadas. Desde o início da pandemia, 22.819 casos foram confirmados na cidade e 496 pessoas morreram devido à doença.

    Em Nova Xavantina, foram confirmados dois casos na última semana, sendo que uma pessoa está internada em tratamento contra o vírus.

    O que diz a Anvisa

    Em abril de 2023, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), considerando a queda no número de casos e óbitos provocados pela doença no país, além da oferta de vacinas contra Covid-19 pelo Programa Nacional de Imunizações (PNI) do Ministério da Saúde, flexibilizou a recomendação de uso universal de máscaras dentro dos serviços de saúde.

    Conforme a última nota técnica da Agência, a proteção facial é obrigatória em algumas situações e perfis específicos de pessoas, deixando de ser de uso universal. Em resumo, as máscaras continuaram sendo recomendadas para:

    • Pacientes com sintomas respiratórios ou positivos para Covid-19 e seus acompanhantes.
    • Pacientes que tiveram contato próximo com caso confirmado durante o período de transmissibilidadade da doença (últimos 10 dias).
    • Profissionais que fazem a triagem de pacientes.
    • Profissionais do serviço de saúde, visitantes e acompanhantes presentes nas áreas de internação de pacientes, como, por exemplo, as enfermarias, os quartos, as unidades de terapia intensiva, as unidades de urgência e emergência, os corredores das áreas de internação etc.
    • Situações em que houver a indicação do uso de máscara facial como equipamento de proteção individual (EPI) para profissionais de saúde, em qualquer área do serviço de saúde.

    Por g1 MT.

    DEIXE UMA RESPOSTA

    Por favor digite seu comentário!
    Por favor, digite seu nome aqui

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.