quinta-feira, 23 maio, 2024
Início Notícias Destaques Voluntários do PR e MT se preparam para 2ª expedição e visitam...

Voluntários do PR e MT se preparam para 2ª expedição e visitam Xavantes

PARQUE NACIONAL DO XINGU – Um grupo de voluntários de Maringá, Londrina e Cuiabá se preparam para levar e montar mais de 100 cadeiras de rodas para os indígenas de Xavantes, em Mato Grosso. Em julho, eles estiveram no Parque Nacional do Xingu, para onde levaram 25 cadeiras de rodas e mais de 700 kits de materiais escolares.

Cadeiras de Rodas – foto; Assessoria c/ RDNews

A nova expedição do Programa Mobilidade para Todos partirá em 3 de setembro. As cadeiras de rodas são fornecidas pela Free Wheelchair Mission (FWM), ONG americana que doa anualmente para a Associação Norte Paranaense de Reabilitação (ANPR) através do Distrito 4630 do Rotary International, que faz a distribuição.

Os Rotary Clubs são divididos em Distritos Rotários e no Paraná são 4 Distritos, todos eles estão participando do programa. O Distrito 4440 (Região do Mato Grosso) é o mais novo parceiro do projeto coordenado pelo Distrito 4630.

Zozoel de Paula, governador do Distrito 4440, participará da Expedição Xavantes juntamente com a esposa Regina Célia; o governador do Distrito 4630 Wilson Pereira de Godoy e a esposa Hebe; o governador do Distrito 4710 Paulo Roberto Balla e a esposa Aureliana e o governador eleito 2022-23 do Distrito 4710, Arthur Harbs.

Milton Tamaki Nakashima será o líder da expedição, que conta com mais nove voluntários, além da coordenadora do projeto, Renata Giroldo Mestriner Krambeck. A expedição terminará em 7 de setembro.

Expedição Xingu

Na primeira expedição os rotarianos saíram no dia 24 de junho e percorreram mais de 3 mil quilômetros para chegar em Querência (MT). Eduardo Evangelista, 25 anos, afirma que a expedição foi incrível, apesar das dificuldades no trajeto. “Foi uma possibilidade de sairmos da nossa bolha, de entender, superficialmente, outra cultura, outra realidade. Ficamos muito emocionados!”.

“Ir para o Parque Nacional do Xingu foi um grande aprendizado, desde conhecer um pouco mais desta cultura importante para a construção do nosso país, a entender as suas necessidades. O próprio acesso às aldeias é bem dificultoso e complexo. Percorremos mais de mil quilômetros de estrada de chão indo às aldeias”, pontua Renato Coneglian, presidente do Rotary Club de Maringá-Acim.

Por Assessoria c/ RDNews.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.