segunda-feira, 20 maio, 2024
Início Notícias Destaques Pavimentação da BR-158 ainda não começou sete meses após ordem de serviço;...

Pavimentação da BR-158 ainda não começou sete meses após ordem de serviço; Mendes vai cobrar bancada

Em setembro do ano passado, o governador Mauro Mendes (UNIÃO), o ministro da Agricultura e Pecuária, Carlos Fávaro, e o ministro dos Transportes, Renan Filho, estiveram em Porto Alegre do Norte participando do ato de assinatura da ordem de serviço para a pavimentação da BR-158, na região do Vale do Araguaia.

Esperada por décadas pela população da região, em especial pelos produtores rurais, ao todo a obra vai asfaltar cerca de 195 km em um contorno da Terra Indígena Xavante Marãiwatsédé.

Foto: Reprodução

Sete meses depois, no entanto, as obras sequer foram iniciadas. Quando questionado sobre a demora na execução dos trabalhos, o governador afirmou que vai cobrar da bancada federal para que eles pressionem o governo federal. Ele pontuou ainda que fará uma cobrança amigável ao ministro Renan Filho, caso ele não tenha conhecimento da situação.

“É uma boa pergunta para a nossa bancada federal [a demora do início das obras], para os nossos senadores, para os nossos deputados federais, porque cabe a eles fiscalizar o governo federal”, comentou

“Eu só posso fazer uma cobrança amigável, em bom termo, e vou fazer ao ministro Renan, que é um grande ministro, tenho certeza que deve estar tomando alguma providência, se ele tem ciência. E se não tem ciência, eu vou dar essa ciência a ele e vou pedir também para que a bancada federal o faça, porque é dever da bancada federal fiscalizar e contribuir também com o governo federal”, completou.

A BR-158 é considerada um importante corredor logístico que escoa a produção mato-grossense para o restante do país, além de melhorar os deslocamentos da população. Pela rodovia passa produção de soja, milho e algodão que são exportados para o mercado internacional.

A autorização para o início da obra foi possível com a renovação da Licença de Instalação, emitida pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), e com recursos do novo Plano de Aceleração do Crescimento (PAC) do Governo Federal.

Por Olhar Direto.

1 COMENTÁRIO

  1. Governo Lula tem que finalizar mesmo, porque o governo passado em 4 anos não teve a capacidade de fazer sequer um metro quadrado, isso em 4 anos, agora em menos de um ano e meio bateu a pressa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.